Medicamentos Genéricos





Medicamentos Genéricos
Medicamentos Similares
Medicamentos Controlados
Automedicação
Farmácia Popular
Fale Conosco
Mapa do Site







Farmácia Popular
   Farmácia Popular O Farmácia popular é o nome dado a um programa que o Governo Federal promove com a  finalidade de deixar mais viáveis medicamentos e produtos farmacêuticos. Conforme a legislação, o projeto funciona da parceria do governo com Distrito Federal, Estados, Municípios, hospitais filantrópicos e também com farmácias e drogarias privadas, que possuem o seguinte aviso dizendo: "Aqui tem Farmácia Popular". De acordo com o Ministério da Saúde, cartazes, banners obrigatórios e outras peças publicitárias deverão estar nas farmácias conveniadas, destacando que os estabelecimentos sem os "adesivos de credenciamentos" (selo antifalsificação), banners e cartazes obrigatórios ou com propagandas irregulares serão penalizados.
 
    O programa funciona da seguinte forma: o Governo Federal através do Ministério da Saúde pagará até 90% do valor de fábrica. As prefeituras ficam responsáveis pela construção e manutenção da estrutura concreta das farmácias, além de providenciar pessoas para trabalhar no local; isso inclui farmacêuticos, vendedores, atendentes e etc.

    Esses remédios são adquiridos pela fundação Oswaldo Cruz, vindos de laboratórios privados ou públicos. A mesma fundação é responsável por oferecer medicamentos com preço baixo, que podem ser obtidos pelas farmácias populares e também para farmácias privadas e que podem revender também com menor preço.

    Essa “manobra” do governo, que permite comprar remédios mais baratos, se deve ao fato do governo ter o poder de comprar mercadorias, inclusive remédios, sem impostos. Com essa medida, as farmácias populares conseguem baixar em mais da metade do que seria o preço normal.
 
 
Pontos de discussão e Farmácia Popular

 
 
    Um dos pontos de discussão a respeito do programa Farmácia Popular é  que de acordo com a Constituição Brasileira é garantido a todo cidadão a saúde pública. Sendo assim, os medicamentos não deveriam ser vendidos e sim distribuídos de graça. Posteriormente, no dia 03 de fevereiro de 2011 a presidenta Dilma Roussef, anunciou a campanha "Saúde não Tem Preço", em que as Farmácia Populares e conveniadas oferecerão medicamentos gratuitos para diabéticos e hipertensos. Essa medida facilita o acesso dos pacientes aos remédios gratuitos.
 
   Também era considerada desnecessária a criação de lojas patrocinadas pelo governo, uma vez que poderia ser feito o mesmo processo, somente firmando convênios com as farmácias particulares. Atualmente, essas controvérsias e outras foram resolvidas através de alterações na legislação, mas podem sofrer mudanças.
 
  
    Para comprar um remédio na farmácia popular, é necessário apresentar CPF, documento com foto e receita médica. A receita é necessária a todos os remédios para que se evite a prática do automedicamento, prática bastante comum no Brasil. A variedade de remédios encontrados na farmácia popular é grande e possui os medicamentos adequados para doenças como pressão alta (hipertensão), para tratar diabetes, dores de cabeça, entre outros.
 
Automedicação <<-- Farmárcia Popular